Alegria quis ser saudade A aranha Sabrina
A "bitaca" da Luzia A canção das lavadeiras
A ingenuidade dos dias À Letícia
A mulher de quarenta e cinco anos A Mulher e a Poesia
A mulher simples A oficina da morte
A paixão segundo João da Flores A rosa
A vida Água de cheiro
Alma Alma de mulher
Ama-me com moderação Amor antigo
Ânsia Antes do juízo final
Ao teu lado Assim falou o anjo do Senhor
Beba-me Beija-me com sofreguidão
Bela Cabeça de poeta
Cabeça limpa Capturado
Cartinha singela Ciúmes da Lua
Concessão Confissão
Conselho Conspiração
Convém Creio
Danação Dança
Decisão Definitivamente
Desapego Desde de que te vi
Desesperança Despedaçados
Despedida Despertar
Desvios do coração Devaneio
Dia  Santo Dúvidas
E-book I e II Eleitos
Elegância Elementos
Eliza Enigmática
Envelhecer atirando flores Esperança
Felicidade Fetiches
Florença Flores
Folia Fragmentos
Fugidia Gritos
Incondicional Indecente
Infinitamente Janelas
Jornais da amanhã Lar
Laranjeiras Leque do dia
Líricas Livre
Lúcifer Mágicas
Manhãs Marias
Memórias Minha varanda
Momentos Motivos
Murmúrios Musa
Não murcharam as flores Nas tardes do teu coração
Noites Noites sem ti
O alecrim d'Italia O beijo
O garnizé O Harthista plástico
O jardineiro invisível O paraíso que eu quero
O que me leva a ti O velho e a biografia
Os amantes Outono
Páginas do meu livro imaginário Pajelança noturna
Palco Partida
Permissão Pingos
Poema do perdão Poema sem nome
Pra você Poema triste
Profecia Prece
Quando eu for velho Pureza
Queira-me alma leve Quando o amor se manifesta
Respeito Repleto de ti
Rosa antiga Romanesco
Se pudesse Saudades
Shipa Senhora de mim
Sobe qualquer bandeira Simplicidade
Testamento Tardes claras de Abril
Um cadáver perdido Transcenderemos
Um coração amoroso Um casal indeciso
Um sonho particular Um poeta feliz
Utopia Uma desconhecida
Vim Vazia
Zefiro Virtude

 

 

Tube: Luz Cristina

 Canta: Charles Aznavour
( Autores: C. Aznavour - G. Calabrese - 1971 )
( Titulo original: Mourir d'aimer )

 


 

Voltar