Se eu não te amasse tanto!
Vera Jarude
Interpretação: Astir Carr



Se eu não te amasse tanto como te amo,
não sei o que seria de mim...
Se eu não te amasse tanto, não sentiria
a saudade que vive em mim.
Se eu não te amasse tanto,
o que seria de mim?
E de ti, com certeza...também!

Se não te amasse tanto, não te esperaria
como te espero, nas noites e nos dias,
nessa agonia sem fim...

Se eu não te amasse como te amo, o que
seria das noites solitárias a te esperar
com esse imenso amor,
que falta-me espaço no coração,
para co-habitar com tanta doação?

Te amo tanto,
que a espera é meu alento de
sonhos e delírios em meus dias e noites
dessa eterna espera!

Vem meu amor, matar todas as saudades
que nos sufocam.



Cbá.,MT. - 10/08/2006

 






Formatado com carinho... Adilia
2008

 

 

Voltar