Abraçando, meu amor!
Vera Jarude
Interpretação: Astir*Carr


Foi assim que nosso
amor começou,
e tudo aqui ficará registrado igual todas
as letrinhas, deste lindo cenário,
Como conquistas escritas,
com tentativa
de poesias, ora chorando,
ora só te amando,
nas conversas na nossa casinha...!
O tempo foi passando e voltamos
aos tempos em que as
correspondências, uniam os que
se amavam à distância.
Eram cartas e telegramas de amor,
até o encontro,
o pedido e o casamento...como diz você, até
a consumação deste encontro...
Lembro, que não muito tempo distante,
o amor, quando não estavam pertinhos,
eram transferidos e enviados em
papéis, muitos até amarelados
e guardados pelas lembranças.
Hoje, com o mundo moderno, namoramos
pela internet, escrevemos para
todos participar deste amor, como
se todos fossem parte
ou testemunhas
desta relação.
Como é maravilhoso saber
que sou tão verdadeira e sem
temor de externar nosso amor
ao mundo, mesmo que possam
recriminar ou até ignorar...
Só quero uma coisa na vida...
no momento do encontro, ficar
assim bem abraçadinha nos braços
do meu amor e
vocês olhando e torcendo
por nós... mando fotos e relatos a quatro
mãos.
Vamos ficar felizes, em saber
que muitos torceram tanto, outros
duvidaram, outros acharam
que eu era louca, que tinha criado um
amor que não existe....e eu
muitas e muitas vezes,
preocupada com você
e com razão,
por tantas coisas
impedindo-nos de encontrarmos...
Chorei muito, por mim e por você e outras
tantas, sorria
de tudo e feliz da vida, quando você
vinha e dizia tudo
que eu sempre quis
ouvir, sempre
com respeito,
amor e tão especial carinho,
que muitas vezes não acredita
que tinha encontrado meu amor, tão
procurado por este mundo...
Na certeza que Deus, teria um presente
para entregar-me na hora certa,
sem sofreguidão, sem desespero
e a cada dia, nos testando...
E como?
Sinto que estamos pertinho deste
tão esperado encontro e vai
ser muito lindo, mesmo
que seja por pouco tempo,
já que a vida
é tão ingrata para com os que se amam.
Temos tão pouco tempo, para fazer
tudo que merecemos, tempo 
que perdemos, mas que serão tão
preenchidos de amor, que nada importará!
Como se diz: Nunca será tarde e nem
impossível quando se ama...
Nada e nem ninguém, atrapalhará
os poucos momentos, que serão só
nossos e com os nossos, e
enrolados em nossas promessas,
viveremos, tal qual a cena
criada por este ator.


Créditos: Ralph's Collection.

 

graphic group share
animation rscheible
March 2007
 
 
 
Voltar