Minhas mãos em tuas mãos!
 
Vera Jarude
 
Tão pouco o que queremos,
só o encontro de nossas mãos,
para enfim efetivar nosso
amor tão esperado.
Que destino este nosso…
Nossas vidas que estiveram tão separadas,
tu no sul e eu no norte!
Eu fiz família lá e tu a fizeste aí,
e sorte nossa que a vida
tomou outro rumo.
Quando nos achamos
movidos por uma força maior ainda,
nos judiam por tantos fardos que temos que carregar…
Em que momentos teremos
a oportunidade de nossas mãos, pelo menos,
se tocarem e  sentirem o que temos
em nossos corações?
Mãos que respondem todas as vibrações
das nossas emoções e o que
vai em  nossas vontades e ansiedade
de querermos este momento por merecemos tanto!
Mãos que se afagarão
e delas brotarão
todo o amor
que guardado ficou
para este eterno encontro.
 
Cuiabá-Mt., 24/06/2006
 
 

 

 

VOLTAR